Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amar Portugal

Porque amo este país que não me viu nascer e me senti inspirada pelas "Paisagens de Portugal" do Sapo Blogs.

Amar Portugal

Porque amo este país que não me viu nascer e me senti inspirada pelas "Paisagens de Portugal" do Sapo Blogs.

Direitos de autor

Todas as imagens deste blogue são da autoria de Isa Nascimento, estando protegidas por Direitos de Autor. Se as partilhar, deverá identificar a sua origem.

Cascais | Estátua do rei D. Carlos I

13
Abr21

Foi a 28 de setembro de 1878, em comemoração do 15º aniversário do príncipe D. Carlos, que foram acesos os primeiros candeeiros elétricos em Portugal, na esplanada da Cidadela de Cascais.

No dia 1 de fevereiro de 2008, para assinalar a passagem de um século sobre a morte do rei D. Carlos I, assassinado em Lisboa a 1 de fevereiro de 1908, a autarquia de Cascais inaugurou a estátua criada pelo escultor Luís Valadares.

A estátua do rei D. Carlos I, instalada à entrada do Passeio de D. Maria Pia, junto à Cidadela e num dos acessos à marina, representa o monarca em pé, à beira da amurada do iate Amélia, a contemplar a baía de binóculos na mão e trajado com uniforme da Marinha. Foi fundida em bronze e assenta numa base em pedra "azulino de Cascais", bujardada "de modo a simbolizar o mar". A borda da embarcação é em aço, ferro, latão e madeira.

20200926_173653.jpg

20200926_173731.jpg

O olhar do rei sobre a baía

20200926_173820.jpg

 

 

 

 

 

Cascais | Torre de Santo António | Forte de Nossa Senhora da Luz

09
Abr21

A génese do que é atualmente o conjunto fortificado da Cidadela de Cascais é a Torre de Santo António, mandada construir por D. João II em 1488. 
Da autoria de Pêro Anes, esta torre defensiva manteve-se ativa até 1580.
Em 1589, Filipe I mandou edificar uma nova fortificação para reforçar a baía de Cascais, constantemente ameaçada pela armada inglesa. O desenho da planta foi entregue ao Capitão Fratino, que projetou uma fortaleza abaluartada de planta triangular, um traçado pouco comum na arquitetura militar portuguesa.
A planimetria pouco usual do Forte de Nossa Senhora da Luz dever-se-á ao facto de ser necessário aproveitar a estrutura existente da torre quatrocentista.

20200926_172327.jpg

Torre de Santo António, edificada junto ao mar

À esquerda avista-se a Pousada de Cascais e em baixo a Marina de Cascais

20200926_172957.jpg

20200926_173918.jpg

20200926_175544.jpg

 

 

 

Penela | Castelo

09
Mar21

O Castelo de Penela localiza-se na vila com o mesmo nome, no distrito de Coimbra. Trata-se de uma fortaleza medieval classificada como Monumento Nacional desde 1910, restaurada pela primeira vez nos anos de 1940. A partir de 1992, e já a cargo do IPPAR procedeu-se à pavimentação dos acessos e da circulação interior do castelo, à limpeza, recuperação e consolidação das muralhas, à beneficiação do caminho de ronda com a colocação de passadiços que permitem o percurso pedonal na quase totalidade do perímetro.

Encontra-se no topo de uma uma escarpa calcária, está bem conservado e oferece uma vista magnífica sobre a vila e a serra da Lousã.

20200901_123444.jpg

 

20200901_124754.jpg

20200901_124915.jpg

20200901_125056.jpg

20200901_125212.jpg

 

20200901_125026.jpg

20200901_125537.jpg

20200901_130059.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ferreira do Zêzere | Dornes | Recantos

14
Jan21

Dornes, aldeia vencedora das Sete Maravilhas de Portugal na categoria Aldeias Ribeirinhas, usualmente chamada de Península Encantada ou Terra Mítica dos Templários, não demora mais que meia hora a percorrer a pé, mas só se não estivermos atentos aos inúmeros detalhes naturais e históricos que sobressaem a cada passo...

Situada no alto de uma península banhada pelo rio Zêzere, terá servido de ponto estratégico militar nos inícios da nacionalidade. Já foi sede de concelho, de freguesia e agora é simplesmente uma localidade

20200901_110029.jpg

20200901_111120.jpg

20200901_112012.jpg